Rua Treze de Maio, 22-50, Bauru-SP   (14) 3234-7745   contato@visaohospital.com.br
Blog
maio 27

Cirurgia refrativa: tudo o que você precisa saber

Apesar do nome não tão comum, a cirurgia refrativa é o procedimento que visa extinguir o uso de óculos de grau de pacientes com determinados problemas de visão.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a estimativa é que 30% da população abaixo dos 40 anos precisa ou precisará de óculos para resolver erros de refração, presbiopia, hipermetropia, astigmatismo ou miopia.

Para esclarecer algumas dúvidas frequentes acerca da cirurgia refrativa, compilamos algumas informações importantes para você saber antes de passar pelo procedimento. Veja abaixo!

O que é cirurgia refrativa?

O primeiro aspecto que precisamos explorar é sobre o que é a cirurgia refrativa. Esta é um procedimento cirúrgico que tem como objetivo a mudança da refração dos olhos e consequentemente a correção dos vícios de refração, ou seja, a presbiopia, hipermetropia, astigmatismo ou miopia.

De uma forma bem simples, as doenças refrativas acontecem em decorrência a um erro de refração, o que nada mais é do que a imagem observada não ser projetada na retina, por isso não é recebida adequadamente pelo cérebro.

Quais são as indicações da cirurgia?

Ela é indicada para pessoas que não desejam mais depender de óculos a partir dos 18 anos, pois é com essa idade que começa acontecer a estabilização do grau, em alguns casos, recomenda-se aguardar até os 21 anos completos.

A cirurgia refrativa só é aconselhada para pacientes que não tenham doenças oculares e/ou apresentem contraindicações nos exames pré-operatórios.

Qual o tempo do procedimento e da recuperação?

É considerada uma cirurgia rápida. O procedimento completo tem duração média de 10 minutos para ambos os olhos, podendo variar de acordo com cada paciente e com a técnica utilizada.

A recuperação também é simples e rápida. O paciente que passa pelo procedimento volta as atividades normais de 1 a 3 dias no máximo após a cirurgia refrativa.

A cirurgia refrativa causa algum tipo de dor?

Durante o procedimento não há nenhum tipo de dor. O paciente é deitado em uma maca e tem os olhos anestesiados com colírios. No pós-operatório pode apenas ocorrer um pouco de sensibilidade nos primeiros dias.

Há riscos no procedimento cirúrgico?

Os riscos são muito pequenos, pois antes de iniciar qualquer tipo de intervenção cirúrgica o médico oftalmologista responsável faz uma avaliação detalhada baseada em exames específicos, prognóstico e diagnóstico de possíveis contraindicações.

Entre as complicações no pós-cirúrgico estão aumento da sensibilidade e olhos secos temporariamente.

Quais problemas impossibilitam a cirurgia?

Os problemas de visão que impossibilitam a cirurgia refrativa são o ceratocone, a diabetes descompensada, o herpes ocular, a ambliopia severa, as distrofias corneanas e as doenças autoimunes mais graves.

Não é possível realizar o procedimento durante a gestação ou amamentação.

Essas são algumas das informações essenciais para você saber antes de realizar essa cirurgia. Para esclarecer outros questionamentos específicos, converse com o seu médico oftalmologista.

Agora que você conhece um pouco mais sobre cirurgia refrativa, não deixe de ler o nosso artigo clicando neste link sobre o procedimento que visa melhorar a catarata.

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *