Rua Treze de Maio, 22-50, Bauru-SP   (14) 3234-7745   contato@visaohospital.com.br
Blog
jul 18
descolamento de retina

Descolamento de retina: tudo o que você precisa saber

A retina é responsável pela parte do olho que detecta estímulos externos e os envia através do nervo óptico ao cérebro para criar as imagens. O descolamento de retina é um problema ocular caracterizado pela separação da retina do olho e inicia o processo de degeneração celular devido à deficiência de nutrientes. 

Por essa razão, a saúde da retina é importante para uma boa visão ao longo da vida. Entenda mais sobre os sintomas, causas, diagnóstico e quais os tratamentos para descolamento de retina lendo o nosso artigo completo.

O que é o descolamento de retina?

A retina é uma membrana fina e delicada formada de células nervosas que cobre a superfície interna da parte posterior do globo ocular. O descolamento de retina acontece quando há o desprendimento dessa estrutura no interior do globo ocular.

Essa separação cessa o fornecimento de nutrientes, promove a degeneração celular e caso não seja tratada, pode causar perda total da visão. Portanto, o descolamento de retina é um caso de urgência e precisa ser resolvido o mais rápido possível.

Quais são os sintomas do descolamento de retina?

Normalmente essa doença não gera dores. Os sintomas são: visão embaçada, flashes luminosos, moscas volantes (impressão de ver insetos voando) e perda do campo de visão.

Quais são os fatores de risco?

O descolamento de retina pode acontecer em qualquer idade, entretanto, é mais frequente após os 40 anos. Entre os fatores de risco, estão:

  • glaucoma;
  • diabetes;
  • trauma ocular;
  • fatores genéticos;
  • alto grau de miopia;
  • e degeneração do vítreo pela idade.

Diagnóstico

Alguns exames importantes para o diagnóstico do descolamento da retina são:

  • oftalmoscopia indireta;
  • ultrassom ocular;
  • e mapeamento da retina.

Quais os tratamentos do descolamento de retina?

O tratamento indicado pelo médico oftalmologista depende da gravidade, tipo e extensão do descolamento.

Quando ainda não há o descolamento, pode ser realizada a fotocoagulação a laser e criopexia, com o objetivo de criar cicatrizes que impedem a passagem do vítreo e contribuem para a fixação da retina.

Para casos mais graves são indicadas as cirurgias, que tem como objetivo fechar o espaço existente no vítreo. As seguintes técnicas cirúrgicas são utilizadas:

Vitreoctomia

A Vitreoctomia é uma cirurgia intraocular realizada não somente para descolamento de retina, mas para o tratamento de outras doenças oculares.

Essa técnica utiliza microincisões, onde são introduzidos pequenos instrumentos especiais que visam corrigir e recolocar a retina no lugar.

Retinopexia pneumática

É injetado um tipo de gás dentro do olho para pressionar a área descolada da retina, colocando-a de volta no lugar. Tanto esse gás, quanto o fluído são gradualmente absorvidos pelo corpo.

Essa técnica é menos invasiva e a cirurgia é rápida, mas possui menos indicações devido a características especificas da retina.

Retinopexia

Nesta técnica é implantada uma faixa ou esponja de silicone ao redor do olho para pressionar a esclera, a fim de apoiar a retina e facilitar a sua aderência.

Essa cirurgia demora em torno de 45 a 60 minutos e pode aumentar ligeiramente a miopia pelo aumento do comprimento do globo ocular.

 

Agora que você já sabe algumas informações sobre o assunto, caso queira conversar com a nossa equipe e realizar uma avaliação, basta entrar em contato conosco, será um prazer atendê-lo.

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.